domingo, 9 de novembro de 2008

“Rosa vermelha”


“Rosa vermelha”
Era noite e deixaram uma rosa vermelha
Na janela de meu quarto, era como veludo
Coloquei em um vaso de cristal com água
Ela sumiu....Cadê minha rosa vermelha?
Alguém pegou, ela estava aqui
Quem pegou minha rosa?
A rubra rosa que me deram
Que nem sei quem foi que me presenteou
Era a rosa mais linda que já tinha visto
A rosa vermelha é magia do amor
Lindo botão perfumado da paixão
Meus olhos entristecidos brilharam
Rosa que me faz sonhar e imaginar
O quanto sou amada, mas ela sumiu
Será que foi o vento, a chuva que a levou
Já sei, foi pura imaginação de meu coração
Solitário....
(Graciela da Cunha)
Santa Maria/RS - 09/11/08 -06h:45min
Publicado no Recanto das Letras em 09/11/2008
Código do texto: T1274175

4 comentários:

  1. Graciela,

    olha eu aqui fazendo uma visita para seu belíssimo blog e me agraciando com seus belos escritos.

    sucesso! bjs

    ResponderExcluir
  2. Não sei quem roubou a rosa vermelha tão linda de Graciela!
    Seja quem for...devolva!
    E devolva como ela merece: uma rosa muito mais vermelha, plena de carinho e dignidade!

    Abraço e pétalas!
    Gila

    ResponderExcluir
  3. Graci, querida, mais uma vez, parabéns pelo blog e pelos poemas... cheios de sensibilidade!

    Obrigada pela participação e divulgação do Interlúdio com Florbela!

    Carinho por ti...

    Flor ♥

    ResponderExcluir
  4. gostei da rosa, do poema e do lugar...

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita e volte sempre!!
Me alegra
Graciela da Cunha